Logo da República do Brasil - Justiça Federal da 5ª Região
Link do Tribunal Regional Federal da 5ª Região
Imagem do Portal da Justiça Federal
Portal da Justiça Federal da 5ª Região TRF5 Sustentável Selo Justiça em Números

CJF inicia inspeção ordinária no TRF5

13/09/2021 às 17:00:00

O Conselho da Justiça Federal (CJF), através da Corregedoria-Geral, iniciou, nesta segunda-feira (13), os trabalhos de inspeção ordinária no Tribunal Regional Federal da 5ª Região – TRF5. As atividades serão realizadas na modalidade presencial, até a sexta-feira (17), com inspeções na Presidência, na Vice-Presidência, na Corregedoria Regional, no gabinete dos desembargadores federais, além de outras 13 unidades. 

O presidente do TRF5, desembargador federal Edilson Nobre, abriu a solenidade e deu as boas-vindas à equipe de magistrados e servidores responsáveis pelos trabalhos de inspeção. “É uma satisfação para todos os que fazem a Justiça Federal da 5ª Região receber, mais uma vez, integrantes do CJF. Desejo a todos um bom trabalho e uma feliz estada na capital pernambucana”. Nobre também falou sobre a retomada gradual das atividades na Corte. “Não posso deixar de falar da minha felicidade em ver o Tribunal aberto, mesmo que não inteiramente. A inspeção presencial do CJF mostra que o TRF5 está pronto para, aos poucos, retormar as atividades normais”, garantiu o magistrado.

Representando o corregedor-geral  da Justiça Federal ministro Jorge Mussi, o juiz federal auxiliar da Corregedoria-Geral, João Batista Lazzari, salientou a importância dos trabalhos de inspeção. “A fiscalização, o controle e a orientação normativa, atividades legalmente conferidas à Corregedoria-Geral da Justiça Federal, serão realizadas sob a perspectiva de auxiliar o TRF5, que conta com elevado prestígio, a reforçar sua obstinada busca por resultados sempre melhores a bem dos seus jurisdicionados . Nosso objetivo consiste em, juntos, buscarmos soluções e contribuir para o aperfeiçoamento de alguns procedimentos e práticas, respeitando a autonomia do Tribunal e zelando sempre pela prestação jurisdicional célere, responsável e eficiente”, destacou.

Em seguida, o juiz federal auxiliar da Presidência do TRF5, Marco Bruno Miranda, apresentou à equipe do CJF alguns projetos do TRF5. Acompanhado pela diretora-geral , Telma Motta, pela diretora de Tecnologia da Informação, Fernanda Montenegro, e pelo diretor de Gestão Estratégica, Robson Godoi, Miranda falou sobre a  Rede de Inovação da Justiça Federal da 5ª Região, Rede de Inteligência e o TRFMED, plano de saúde próprio do Tribunal, além de assuntos como Gestão Estratégica e Tecnologia da Informação.

Os trabalhos de inspeção começaram logo após a solenidade de abertura, com atividades no Gabinete de Conciliação, que é coordenado pelo desembargador federal Élio Siqueira Filho. Também serão inspecionadas a Escola de Magistratura Federal da 5ª Região (Esmafe), o Gabinete de Segurança Institucional, a Secretaria Judiciária, a Subsecretaria de Recursos Extraordinários, Especiais e Ordinários, o Núcleo de Gerenciamento de Precedentes, Ações Coletivas e de Jurisprudência, a Subsecretaria do Plenário, a Divisão de Processamento das Causas de Competência das 1ª, 2ª 3ª e 4ª Turmas, a Divisão de Protocolo, Registro e Distribuição, a Coordenadoria dos Juizados Especiais Federais da 5ª Região, A Subsecretaria de Precatórios, o Núcleo de Assuntos da Magistratura, o Gabinete de Segurança Institucional, a Estatística e os Sistemas Judiciais Eletrônicos.

Homenagem – O ministro aposentado do Superior Tribunal de Justiça (STJ) José Augusto Delgado, que faleceu no último dia 8, recebeu homenagens durante a cerimônia de abertura das inspeções. João Batista Lazzari destacou a trajetória do magistrado, que integrou o quadro de desembargadores federais do TRF5 entre os anos de 1989 e 1995. “Em nome da Corregedoria-Geral, presto uma homenagem ao ministro José Augusto Delgado. Ele teve uma vida dedicada às letras jurídicas, à magistratura e ao magistério e deixa uma história a ser seguida por todos nós”, destacou. Já Edilson Nobre relembrou a atuação de Delgado no Poder Judiciário. “Teve uma grande existência na magistratura nacional, seja quando iniciou a carreira, na Justiça Federal no Rio Grande do Norte, seja neste Tribunal ou no Superior Tribunal de Justiça”, salientou.


Autor: Divisão de Comunicação Social do TRF5 - comunicacaosocial@trf5.jus.br

 Imprimir 

Top